Avançar com um Sistema Eléctrico Conectado em Angola

Power Africa assiste a RNT a gerir a construção de uma linha de transmissão de 343 Km e 400 kV, para ligar as redes Central e Sul de Angola.
Power Africa assiste a RNT a gerir a construção de uma linha de transmissão de 343 Km e 400 kV, para ligar as redes Central e Sul de Angola. Crédito da Foto: Power Africa

Projecto da Linha de Transmissão Centro-Sul de Angola

Até agora, os sistemas energéticos central e meridional angolanos encontram-se desconectados, uma situação que leva a que a capacidade de geração não aproveitada, no norte, seja subutilizada e exija a produção localizada dispendiosa no centro e sul do país. A construção de uma linha de transmissão do Huambo ao Lubango, que inclui uma nova subestação e a expansão de uma outra, irá criar uma rede eléctrica nacional integrada — Norte, Central e Sul — e trazer a energia hidroeléctrica de baixo custo da bacia norte do rio Kwanza às províncias do sul. A linha de transmissão terá a capacidade de fornecer aproximadamente 1 000 megawatts de electricidade para melhorar o acesso global, reduzir a utilização de geradores a gasóleo, e reforçar a viabilidade financeira do sector energético de Angola. Uma vez completada em 2024, será também o precursor da ligação de Angola aos mercados regionais de electricidade.

Empresas contratadas indicativas envolvidas na implementação do projecto de transmissão Centro-Sul de Angola.
Empresas contratadas indicativas envolvidas na implementação do projecto de transmissão Centro-Sul de Angola.

O Progresso

A assistência de Power Africa à RNT levou a vários resultados importantes. Desde a configuração inicial e a operacionalização da UIP, Power Africa concentrou-se na transferência de competências para que a UIP da RNT pudesse continuar o fornecimento quando a assistência de Power Africa chegasse ao fim. Em consulta com as várias secções da UIP, Power Africa identificou carências a nível das competências e apresentou formação sobre tópicos específicos, como parte das sessões de trabalho técnico semanais. Com a assistência de Power Africa, a RNT está a recrutar mais especialistas individuais — em engenharia, ambiente, segurança social, género, engenharia superior, aquisição e gestão financeira — para assistir com a entrega.

O investimento em infra-estrutura energética é fundamental para o desenvolvimento económico na movimentada cidade de Luanda, a capital de Angola, e não só.
O investimento em infra-estrutura energética é fundamental para o desenvolvimento económico na movimentada cidade de Luanda, a capital de Angola, e não só. Crédito da Foto: Power Africa

E que vem depois?

Em 2022, Power Africa e RNT farão por cumprir os principais objectivos de aquisição, como a procura de consultores para o Plano de Acção para Reassentamento, e para a monitoria e supervisão do projecto.

O acesso à electricidade é essencial para o negócio de carpintaria de Avelino Martins, em Luanda. O esforço colectivo do AfDB, de Power Africa e do Governo de Angola melhorarão, no final, o acesso à electricidade pelas pessoas, indústrias e empresas em toda a Angola.
O acesso à electricidade é essencial para o negócio de carpintaria de Avelino Martins, em Luanda. O esforço colectivo do AfDB, de Power Africa e do Governo de Angola melhorarão, no final, o acesso à electricidade pelas pessoas, indústrias e empresas em toda a Angola. Crédito da Foto: Power Africa

--

--

A U.S. Government-led partnership that seeks to add 30,000 MW and 60 million electricity connections in sub-Saharan Africa by 2030 > https://bit.ly/2yPx3lJ

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Power Africa

Power Africa

A U.S. Government-led partnership that seeks to add 30,000 MW and 60 million electricity connections in sub-Saharan Africa by 2030 > https://bit.ly/2yPx3lJ